A teleconferência do futuro já existe. E é maneiríssima!

Uma combinação de Zoom com Slack, usando realidade virtual e realidade aumentada. É assim que a startup Spatial define seu sofisticado serviço de reunião à distância, ideal para um mundo pós Covid-19.

Através da plataforma da Spatial, as pessoas se reúnem à distância e interagem através de avatares num espaço virtual, com a possibilidade de interagir com objetos – como maquetes ou protótipos.

O serviço – que antes requeria headsets – está disponível agora também para uso, através de navegadores, em desktops ou em dispositivos virtuais, tanto para aparelhos que usem Android ou IOS.

De acordo com o CEO da Spatial, Anand Agarawala, houve um aumento de mil por cento na demanda pelo serviço. O que não é de espantar, pois o custo, excetuados os headsets, é zero. Spatial é um serviço gratuito.

A dica é da Wired.

.