Apple viria ao socorro das gravadoras indies

A Apple pretende criar um mecanismo para resgatar as gravadoras independentes cujas atividades – de vendas a licenciamento – foram descarrilhadas pela pandemia de Covid-19.

É o que relata a Music Business Worldwide, plataforma britânica que desde 2015 cobre a indústria mundial da música.

De acordo com a MBW, a Apple aplicará 50 milhões de dólares como adiantamento de royalties futuros a selos e distribuidores que se qualificarem. Ou seja, aqueles que já mantenham contrato com a plataforma Apple Music e que tenham uma receita trimestral mínima de 10 mil dólares.

A ver.