David Bowie: campeão de vendas de discos de vinil no século 21

No mês em que completaria 75 anos, David Bowie atingiu um marco histórico. Segundo o Music Week – publicação britânica que há meio século monitora a saúde da indústria fotográfica – , ele é o artista que mais vendeu discos de vinil no século 21. 

Sim, ainda falta muito para o século terminar, mas a dianteira é representativa do alcance e da longevidade da obra de David: no decorrer dos anos 2000, Bowie vendeu 582.704 unidades de disco de vinil, acima dos Beatles, que ficaram em segundo lugar no ranking, com vendas de 535.596 unidades. São os dois únicos artistas a registrar vendas superiores a meio milhão de unidades. 

E esse posicionamento se mantém até recentemente. De acordo com o mesmo Music Week, nos últimos dois anos Bowie acumulou vendas de 134.237 unidades, contra 113.613 dos Beatles.

As vendas de Bowie em vinil vem se beneficiando de uma série de lançamentos – como o álbum Toy, gravado 20 anos atrás mas só editado agora – e de edições especiais – a de 50 anos de Hunky Dory , por exemplo.

Isso ocorre dentro de um período em que as vendas de discos de vinil nos Estados Unidos superaram as de compact discs pela primeira vez desde 1991, quando foi implementado o sistema MRC Data (originalmente conhecido como Nielsen SoundScan), que coleta dados e análises de consumo para a indústria de entretenimento.