Empresa britânica cria a voz sintética de Val Kilmer

Em 2017, Val Kilmer – ator cuja carreira se espraia de Top Gun e Batman Eternamente a The Doors, passando por Fogo Contra Fogo e Tombstone-A Justiça Está Chegando – descobriu que sofria de um câncer na garganta. Como parte do tratamento, passou por uma traqueostomia que acabou custando-lhe a própria voz.

Por causa disso, embora tenha sobrevivido, precisa utilizar-se de um aparelho para se fazer entendido ao falar. E mesmo assim é muito difícil compreender tudo que fala, como se vê no excelente documentário Val, sucesso em Cannes e em exibição no Prime Video da Amazon.

Embora grande parte do documentário seja narrado por Jack Kilmer, seu filho – e na primeira pessoa, como se fosse o próprio ator falando – , em outros o próprio Val fala, e é uma experiência dura, para ele e para o ouvinte. 

Mas agora a Sonantic, empresa britânica de softwares especializada em clonar a voz humana, criou com inteligência artificial uma versão sintética do ator, utilizando gravações e vídeos feitos no passado. 

O primeiro resultado reproduz um texto de Val “falado” com sua nova voz:

“Ainda sou a mesma alma criativa. Uma alma que sonha com ideias e histórias. Mas agora posso me expressar novamente, apresentar a vocês essas ideias, mostrar de novo essa parte do meu ser. Uma parte que na verdade nunca se foi. Estava apenas escondida”.