Netflix cria fundo para profissionais de cinema e TV desempregados

Enquanto a produção de filmes, séries e programas de TV está paralisada no mundo inteiro, por conta da pandemia do COVID-19, profissionais autônomos, cuja sobrevivência (e a de suas famílias) depende de trabalho constante, estão desempregados e, consequentemente, sem fontes de renda.

Com isso em mente, a Netflix criou um fundo de 100 milhões de dólares para ajudar esses profissionais desempregados.

De acordo com Ted Sarandos, principal executivo de conteúdo da Netflix, o fundo destina-se aos profissionais mais necessitados que estavam trabalhando em produções da plataforma online, com 15 milhões de dólares reservados a entidades de classer e ONGs que estejam dando ajuda de emergência a técnicos e artistas desempregados onde a Netflix tem uma base de produção grande, nos Estados Unidos, na Europa, na Ásia e na América Latina.

“A crise do COVID-19 vem sendo devastadora para muitas indústrias, inclusive a comunidade criativa”, disse Sarandos. “Quase toda a produção de cinema e TV parou no mundo inteiro, deixando centenas de milhares de técnicos e artistas desempregados: carpinteiros, electricistas, motoristas, muitos dos quais ganham por hora e recebem por projeto. Essas pessoas apoiaram a Netflix durante os tempos de bonança e queremos agora ajudá-los durante tempos difíceis, especialmente enquanto os governos estão estudando ainda que apoio econômico darão”.

A dica é do Variety.