Novas regravações e podcast propõem reavaliação da música de Yoko Ono

O mega documentário Get Back de certa forma passou uma borracha na reputação de Yoko Ono como destruidora dos Beatles, o que torna bastante propício o momento para o lançamento de Ocean Child: Songs of Yoko Ono, álbum com curadoria de Ben Gibbard, líder da banda americana Death Cab For Cutie, que sai em fevereiro com 14 novas versões para músicas da artista, gravadas por artistas como David Byrne, Sharon Van Etten, Deerhoof, Japanese Breakfast e The Flaming Lips.

É uma oportunidade de se conhecer, de se ouvir com ouvidos novos – e desarmados –  e de se reavaliar o trabalho musical de Yoko. 

“O maior obstáculo tem sido sempre a ignorância do público em relação à amplitude do trabalho de Yoko”, diz Ben. Ela é uma artista cuja produção vai da avant-garde ao pop juvenil, muitas vezes num mesmo álbum”. 

Junto com o novo álbum será disponibilizado um podcast, Songs of Yoko Ono – apresentado por Ben e a jornalista Jenny Eliscu – ex-Rolling Stone – sobre a obra e o legado de Yoko.

Parte da renda gerada pelo novo álbum reverterá para a WhyHunger, organização que combate a fome no mundo e que há décadas recebe apoio de Ono.

Abaixo, ouça uma das faixas de Ocean Child: Songs of Yoko Ono –  “Who Has Seen The Wind?”, regravada por David Byrne junto com Yo La Tengo, e assista ao trailer do podcast.