Os clássicos – tocados num instrumento do tempo de Mozart e Beethoven

Nossos ouvidos estão acostumados às obras dos mestres da música clássica tocadas em instrumentos contemporâneos. Mas como seria ouvir as obras de Mozart e Beethoven tocadas não nos pianos de concerto dos dias de hoje, mas num pianoforte como aquele usado pelos compositores?

Essa é a missão do pianista australiano Kristian Bezuidenhout. Há 20 anos ele dedica-se a interpretar, em discos e em concertos, os clássicos num pianoforte feito em 1980 à moda da Viena de 1820.

O pianoforte é menor que o piano de cauda – possui cinco oitavas e meia, contra as sete do instrumento contemporâneo – e tem uma sonoridade peculiar, pois utiliza marteletes cobertos por couro, em vez de feltro, que batem em cordas que ficam dentro de uma caixa de madeira compacta.

Kristian lançou há pouco um caixote com nove CD’s dedicados às sonatas de Beethoven para piano. E estão para sair os concertos de piano que gravou com a Freiburger Barockorchester, orquestra barroca especializada em usar instrumentos de épica, da qual é diretor artístico. 

Veja (e ouça) abaixo uma apresentação de Kristian com a  Freiburger Barockorchester no Melbourne Recital Centre.

A dica é do The Wall Street Journal.