Os males das vídeo-conferências em tempo de pandemia

A revista National Geographic alerta para um efeito colateral da pandemia do novo coronavírus: aquilo que chama de “Fadiga do Zoom”.

Para a publicação, as reuniões e conversas online – seja por Zoom ou por qualquer uma das muitas plataformas semelhantes – , decorrências da necessidade de isolamento social, mais desconectam do que conectam. Por um motivo simples: a impossibilidade da observação completa dos interlocutores.

Ficam faltando numa conversa ou numa reunião online detalhes não verbais, a linguagem corpórea, a forma do interlocutor respirar ou se movimentar durante a conversa, pedaços da interação que tornam a comunicação incompleta.

Assim, a interação por video-conferência requer das pessoas maior atenção, maior concentração. Consequentemente, mais estresse, de acordo com a revista.

A íntegra da matéria pode ser lida aqui.