Peter Frampton adapta imagem icônica à pandemia

Muito bem sacada a ideia de atualizar para os tempos atuais uma das imagens mais icônicas do pop-rock – a capa do álbum duplo Frampton Comes Alive, de 1976, o disco ao vivo mais vendido de toda a história, com mais de 11 milhões de cópias adquiridas.

Foi o que Peter Frampton fez, ao adicionar uma máscara a seu rosto na foto em uma camiseta recém-lançada como se fosse suvenir de uma turnê em casa, com duração de fevereiro a maio, “visitando” localidades como a sala de estar, a cozinha, a área de serviço e o quintal.

O próprio disco ganha um novo nome na camiseta e vira Frampton Stays Inside/Frampton Fica Dentro de Casa.

A camiseta existe e está à venda no site de Peter por cerca de 30 dólares.