PLAYLIST 111 – A seleção comentada da semana

Linda Hoover – “I Mean to Shine”– A cantora-compositora britânica está lançando seu álbum de estreia agora, embora ele tenha sido gravado pouco mais de meio século atrás, quando Linda tinha 21 anos. E a sonoridade, de fato, remonta à dos discos de suas então contemporâneas, mesmo porque aqui ela está acompanhada de uma porção significativa do Steely Dan. 

Ozomatli – “Mula”– Os veteranos da superbanda angelena que desde 1995 produz uma mescla vigorosa de rock, funk e ritmos latinos reafirmam sua missão em seu recém-lançado 11º álbum, Marching On

Jimetta Rose, Voices of Creation – “Let The Sunshine In“ – O noneto vocal The Voices of Creation foi montado em Los Angeles pela cantora, compositora e produtora Rose, a partir de uma convocação feita nas redes sociais, e reunião gente do calibre da alto Novena Carmel, filha de Sly Stone. O grupo está lançando em agosto seu potente primeiro álbum do que chamam de “nova música clássica negra”, produzido pelo mesmo Mario Caldato Jr., paulistano, que trabalhou com Seu Jorge e os Beastie Boys, e gravado numa igreja em Pasadena, na Califórnia. 

Jack White – “If I Die Tomorrow” – Infatigável, Jack lança seu segundo álbum este ano, Entering Heaven Alive, numa vibe Led Zeppelin circa 1971, combinando violões e Mellotron. 

beabadoobee – “10:36”– Indie pop contagiante, saído de Beatopia, o segundo álbum do projeto da britânica/filipina Beatrice Laus.

Mldlife – “Rare Air”– Rock alternativo e psicodélico australiano numa faixa do segundo álbum do quarteto, Automatic, que sai em setembro.  

The A’s– “When I Die”– Amelia Meath e Alexandra Sauser-Monnig (os A’s que formam a dupla) fazem em seu álbum de estreia, Fruit, um neo-folk idiossincrático e salpicado de humor por vezes negro. 

Tim Finn, Phil Manzanera – “Our Love”– Como seu predecessor, o segundo álbum em parceria do guitarrista do Roxy Music e do neozelandês do Split Enz foi feito à distância, por conta da pandemia, cada um separado do outro por quase 25 mil quilômetros. No entanto, o resultado é um disco de absoluta intimidade entre os dois, alternando ritmos diferentes, conforme a canção. 

Amanda Shires– “Empty Cups” – A cantora texana chega ao sétimo álbum desnudando a alma, após um duro período de lockdown ao lado da filha e do marido, o guitarrista e cantor Jason Isbell.

Tedeschi Trucks Band – “Hold That Line” – Já no caso do grupo de Susan e Derek, esperança e resiliência dão o mote no segundo de uma série de quatro álbuns – I Am The Moon: II. Ascension –, aqui representado por uma quase prece.