PLAYLIST 120 – A seleção comentada da semana

The WAEVE – “Can I Call You” – Graham Coxon, guitarrista do Blur, uniu-se à cantora Rose Elinor Dougal, do trio feminino pop Pipettes, contemporânea dos veteranos do Britpop, num projeto onde ele se encarrega do saxofone e ela canta como se não tivesse passado um dia só desde 1982.

Adrian Belew – “a13”– Veterano de discos e shows de Frank Zappa, David Bowie, Talking Heads e King Crimson, o guitarrista Adrian chega a seu 25º álbum individual (onde toca todos os instrumentos) mantendo a capacidade de combinar apelo pop a solos entortados que não deixam dúvida quanto a sua autoria. 

Carson McHone – “Hawks Don’t Share” – Texana, Carson faz Americana com inflexões classic rock e potência de power pop em seu terceiro álbum, Still Life

Makaya McCraven – “Seventh String” – Um dos destaques atuais do jazz contemporâneo, o baterista e produtor americano Makaya passou sete anos gravando o material que compõe seu quarto álbum solo, o recém-lançado In These Times, para depois editá-lo de forma surpreendente, criando colagens como esta, onde a percussão frenética interage com um fundo musical quase meditativo. 

Madison Cunningham  – “Hospital”– Cantora e guitarrista, a californiana Madison trafega por um território muito familiar aos fãs de Sheryl Crow e faz um pop-rock contagiante onde seu dedilhado elegante lembra, de certa forma, o de George Harrison. 

Color Green – “Warbling Sky”– Rock cósmico feito pela dupla formada pelos nova-iorquinos Noah Kohll e Corey Madden em seu álbum de estreia,  com raízes profundamente fincadas nos anos 1970, mas com um tanto de Stone Roses aqui e ali. 

Rita Wilson – “Fire”– Nem todo mundo sabe que Rita, além de atriz, também canta. Aqui, ela regravou com Elvis Costello um clássico de Bruce Springsteen para seu álbum de duetos. 

Hermanos Gutierrez – “Tres Hermanos”– Produzidos e acompanhados pelo incansável Dan Auerbach, dos Black Keys, os irmãos Alejandro e Estevan (baseados em Zurique, são filhos de uma equatoriana e um suíço) criaram um clima de faroeste latino encharcado de eco para seu quinto álbum, El Bueno Y El Malo, que sai em outubro.

Al Di Meola, John McLaughlin, Paco de Lucia – “Splendido Sundance”– Em dezembro de 1980, Al, John e Paco se apresentaram no Warfield Theatre, em São Francisco, onde registraram seus dois shows lá. O de sexta-feira saiu em disco, meses depois, e eletrizou os ouvintes das gravações tanto quanto os que testemunharam ao vivo esse encontro de gigantes do violão, desafiando-se continuadamente num misto de diálogo  musical sofisticado, inspiradíssimo, e duelo de dedilhados e velocidade. Agora, sai um novo álbum, com o show feito no sábado, igualmente cintilante. 

Ramsey Lews Trio – “Slipping Into Darkness” – Essa semana perdemos um ícone do jazz de Chicago, um pianista sempre disposto a explorar novas possibilidades, tendo incorporado elementos de pop, gospel, rock (ele regravou “A Hard Day’s Night”, dos Beatles) e soul funkeado a seu repertório, como nessa versão de uma música do grupo War, para qual escolheu tocar não um piano de cauda, mas um Fender Rhodes elétrico.