PLAYLIST 33 – A seleção comentada da semana

Stevie Wonder – “Where Is Our Love Song”- Não é todo dia que sai música nova do gigante Stevie Wonder (essa gema, com participação de Gary Clark Jr., é de uma primeira leva de novidades em 15 anos), nem é sempre que ele lança uma nova gravadora, Republic Records, depois de ser artista da Motown por 58 anos. Bem-vindo de volta, mestre!

The Struts – “I Hate How Much I Want You”- Joe Elliott e Phil Collen – respectivamente, voz e guitarra do Def Leppard – , participam desta faixa do novo álbum da banda inglesa, gravado em Los Angeles durante a pandemia, e o resultado é um irresistível glam rock século 21. Com direito à chamada telefônica em que Elliott é convidado para cantar com os Struts.

Jim-E Stack –  “Jeanie” – Retribuindo a produção e a parceria de “AUTAC”, que você já ouviu aqui, Justin Vernon\/Bon Iver produziu esta faixa (igualmente super processada) do novo álbum de Stack, Ephemera.

The Brooks – “Gameplay” – Funk-de-olhos-azuis made in Montreal, no Canadá. Balanço e suíngue para ninguém por defeito, malgrado o deficit de melanina.

Elvis Costello & The Attractions – “(What’s So Funny ‘Bout) Peace, Love & Understanding? “ – Elvis e a formação clássica de sua banda apresentando ao público londrino, às vésperas do Natal de 1978, o repertório de seu álbum Armed Forces, do ano seguinte, que está sendo relançado agora em versão mega turbinada. 

Saturday Night Fever – “A Fifth of Beethoven” – A música-tema da minisérie Mrs. America – focada nas personagens que lideraram o movimento feminista americano em prol da Equal Rights Amendment (Emenda dos Direitos Iguais), criada para garantir a igualdade de gênero nos Estados Unidos – já havia sido usada em outra trilha, a de Embalos de Sábado À Noite, do mesmo período em que se passa. E aqui ressurge em todo seu esplendor discotheque. 

The Who – “Beads On One String”- Remix de faixa do álbum WHO, de 2019, agora relançado em versão deluxe, feito pelo próprio Pete Townshend.

Bedouine, Waxahatchee, Hurray For The Riff Raff – “Thirteen” – Três das artistas mais singulares da década se reunem em torno de uma cover deste clássico do Big Star, que costumavam apresentar ao vivo quando excursionaram juntas, em 2018.

Mdou Moctar – “Chismiten – Timbres cintilantes, solos incandescentes e percussão circular da banda de tuaregues  do Norte da África liderada pelo “Hendrix do Sahara”. 

AC/DC – “Shot in the Dark” – E olha o AC/DC de volta aí, minha gente, com formação vintage: Angus Young, Brian Johnson, Cliff Williams, Phil Rudd e Stevie Young. É apenas um gostinho do novo álbum POWER UP, que sai em medos de novembro.