PLAYLIST 37 – A seleção comentada da semana

Rafael Rocha – ”Boca”- O Snoopy de meu filme ‘1972′, Rafael lança seu segundo álbum solo. Aqui, numa composição de seu irmão, o ator Felipe Rocha (outro do elenco do filme!), brinca com as possibilidades do uso da boca, com uma participação deliciosa de Ney Matogrosso.

Bruce Springsteen – “Janey Needs a Shooter” – O Chefão foi parceiro do grande Warren Zevon na autoria da música “Jeannie Needs a Shooter”, incluída no quarto álbum do genial cantor-compositor de Los Angeles, Bad Luck Streak in Dancing School, de 1980. Quatro décadas depois, Bruce se apropriou do mesmo título, trocou o nome da personagem, e o resultado está aqui. 

Warren Zevon – “Jeannie Needs a Shooter” – Esta é a música original, registrada ao vivo no Capitol Theater, em Nova Jersey, em 1982. Se na gravação de Bruce a personagem é uma mulher idealizada, que somente o narrador será capaz de amar e satisfazer com plenitude, na concepção de Warren o romance com a moça tem um final de humor negro típico da obra de Zevon.

The War On Drugs – “Accidentally Like a Martyr”- E já que estamos falando de Zevon (o que nunca é demais), vem aí uma regravação de outra música sua, dessa vez pela banda de Adam Granduciel, no álbum ao vivo Live Drugs, que sai semana que vem. É um daqueles épicos românticos que permeiam a obra de Warren. Essa versão aqui é de um sessão especial para o Spotify.

Alceu Valença – “Anunciação” – Desde julho, Alceu e a Orquestra Ouro Preto realizam juntos o projeto ‘Valencianas em Casa’, com releituras de clássicos do artista nordestino, com cada músico – e Alceu – gravando sua parte isoladamente, de casa. Essa é a nova leva do projeto. 

Barry Gibb, Jason Isbell – “Words of a Fool”- Duas vozes, duas gerações, duas formações distintas, combinadas para uma balada country clássica, composta pelos dois. Sim, é Barry Gibb, o único sobrevivente dos Bee Gees, com uma interpretação à qual só se chega com muitos anos de estrada – e com muitas cicatrizes no coração. 

Chuck Prophet- “Marathon”- Essa é para dançar até cansar – mas com um gostinho agridoce, irônico -, cortesia do ex-integrante do Green On Red, grupo icônico do rock indie americano da década de 1990, aqui acompanhado da cantora Stephanie Finch, sua mulher. 

Madison Cunningham – “Hold On”- A jovem cantora, compositora e guitarrista americana traz sua própria versão de uma das pérolas do repertório de Tom Waits, mais crua, mais sóbria. 

Kacy & Clayton and Marlon Williams- “I Wonder Why”- É intrigante e cativante a música feita pelo grupo multinacional (dois terços de canadense para um de neozelandês). Soa como se viesse de algum tempo distante, mas chega totalmente século 21. 

Goat Girl – “Sad Cowboy” – É sensacional esse quarteto feminino de pós-punk sofisticado e divertido do Sul de Londres. E repare como essa música tem um refrão que lembra muito o de “Listening Wind”, dos Talkings Heads.