PLAYLIST 69 – A seleção comentada da semana

Lucinda Chua – “Until I Fall” – Britânica de ascendência oriental, Lucinda, de certa forma, soa como a prima indie mais nova de Dido, fazendo um ambient pop cativante, misterioso, hipnotizante. 

Damon Albarn – “The Nearer The Fountain, More Pure The Stream Flows” – Faixa-título etérea e meditativa do segundo álbum solo do incansável frontman do Blur e cérebro do Gorillaz (hoje portador de um esquisitíssimo neo-mullet).  

Dom La Nena – “Moreno” – A gaúcha Dominique Pinto (ou Dom La Nena, como se apresenta), baseada em Paris e veterana de backing vocals em turnês de Jane Birkin, faz música em diversas línguas – português, francês, espanhol – e encanta com sua doçura e sua suavidade, como nessa toada de ninar/de amor quase sussurrada.

Isaac Birituro & The Rail Abandon – “Bill” – Com um pé em Gana e outro no Reino Unido, esse combo fixou residência na programação da Radio 6 da BBC com esse tributo ao grande Bill Withers, estimado artista de soul e R&B falecido em março de 2020. 

Public Service Broadcasting – “People, Let’s Dance” – Esse quarteto londrino recebeu a ajuda da berlinense EERA no vocal para fazer dance music eletrônica – ou electro-rock, se preferir – verdadeiramente transnacional. 

Allie Crow Buckley – “Nothing Sacred” – O álbum de estreia da californiana Allie atualiza o pop-rock no feminino do Heart, mas sem as piruetas vocais setentistas. 

Peter Doran – “Blue Mountains”– Alt-folk multinacional do irlandês Peter, com acompanhamento vocal da americana Haley Heynderickx. 

Aaron Lee Tasjan – “Up All Night” – De Nashville, Aaron soa como se tivesse ouvido bastante Joe Walsh e Tom Petty e fosse produzido por Jeff Lynne em seu irresistível, divertidíssimo glam-pop. 

Vanishing Twin – “Big Moonlight” –  O caldeirão desse quarteto londrino mistura jazz progressivo, psicodelismo e avant-pop para seu novo álbum, Ookii Gekkou, que em japonês é traduzido como o título dessa música, O Grande Luar.

Trick ’n’ Roll – “Pretexto” – Blues-rock com sotaque gaúcho e instrumentação miscigenada – violão, ukulele e acordeão – que gera um folk sulista psicodélico no álbum de estreia do cantor/compositor Trick Bernardi, Aerochumbo.