Sai Colombo, entra Prince

Se depender de um grupo de cidadãos do estado de Minnesota, a estátua de Cristóvão Colombo que enfeita o jardim da sede do governo estadual, em Saint Paul, será substituída por um monumento erguido em homenagem a Prince.

Está circulando uma petição que pede a troca de estátuas, argumentando contra a manutenção de homenagens a “supremacistas brancos, donos de escravos e aqueles que ameaçaram as vidas dos negros”, descrevendo Cristóvão Colombo como alguém que “assassinou, estuprou e escravizou os negros e os nativos nas Américas”, e argumentando que o navegador não representa os valores do povo (do estado). 

“Prince representa os valores de Minnesota. Colombo, não”, concluem.

Prince é cria de Minnesota, foi o estado onde morou e trabalhou a vida inteira, e suas cinzas estão no seu antigo complexo de casa/estúdio, Paisley Park, no distrito de Chanhassen. 

O detalhe é que a petição já existe desde 2017. No entanto, desde as manifestações iniciadas com a morte de George Floyd, ganhou nova força e já obteve mais de 10 mil assinaturas.