Como jornalista, desde 1977 José Emilio Rondeau escreve sobre rock, cinema e cultura pop para as principais publicações brasileiras, ­ entre elas O Globo, Folha de São Paulo, Rolling Stone, Época, Marie Claire, Trip, Playboy, Cláudia, Veja, Bizz, Set, Jornal de Música, Pipoca Moderna, Somtrês e Pop.

Além disso, José Emilio produziu discos para Legião Urbana, Camisa de Vênus e Picassos Falsos e é um pioneiro do videoclipe no Brasil.

Antes de mudar-se para Los Angeles, onde foi correspondente de 1987 a 2004, criou, roteirizou e dirigiu videoclipes para alguns dos mais importantes artistas rock brasileiros, como Legião Urbana, Paralamas do Sucesso, Lobão, Picassos Falsos, Kid Abelha e Plebe Rude.

Como produtor de televisão, realizou segmentos jornalísticos para a Rede Globo. Também produziu, dirigiu e editou reportagens para as redes Telecine e CineCanal.

Em 2006, lançou seu primeiro longa-metragem de ficção, a comédia romântica/fantasia rock’n’roll 1972, que escreveu e dirigiu.

É autor (junto com Nelio Rodrigues) do livro Sexo, Drogas e Rolling Stones, lançado em 2008. 

Agora, trabalha na biografia do maestro, compositor e pianista Antonio Adolfo e nos roteiros do longas A Poeira Que Deixamos Para Trás e The Moon Queen.