The HU: o metal que vem da Mongólia

Liebert, baixista do The Fevers, se divertia ao contar que nos shows que o grupo fazia por cantões diversos do Brasil, lá pela década de 1980, costumava ouvir alguém na plateia gritar: “toque The Who!”. 

Naturalmente, as músicas de Pete Townshend não constavam do repertório dos Fevers, mas hoje o clamor poderia ser um pouco diferente. Quem sabe, os ratos de internet de recônditos distantes do país hoje pediriam que tocassem The HU, quarteto da Mongólia que mistura metal pesado com os instrumentos ( como o khuur, uma espécie de rabeca com apenas duas cordas, e o tuvshuur, uma guitarra mongol) e a maneira de cantar de seu povo (o gutural khoomei, uma das formas mais antigas de canto, onde se emite mais de uma nota por vez, causando um efeito harmônico potente)

O resultado soa como o Metallica tocando com o Lobo Mau da Estepe num episódio de Game of Thrones

Acredite, o Hu, cujo primeiro álbum, The Gereg, saiu ano passado, é um mega sucesso. Seus primeiros vídeos, para “Wolf Totem” e “Yuve Yuve Yu“, ambos super bem produzidos e criativos, já foram vistos 45 milhões de vezes no YouTube.

The Gereg estreou no primeiro lugar da parada de novos artistas da revista Billboard , foi o segundo lugar na parada de álbuns de rock e metal do Reino Unido e chegou a ser um dos cinco discos mais mais baixados na Australia. 

E você, o que está esperando? Toque The HU!