Uma miniatura do Muro de Som do Grateful Dead

Fabricante de guitarras baseado em Connecticut, nos Estados Unidos, Anthony Coscia empregou dois meses de sua quarentena de forma extremamente criativa: ele construiu em casa uma réplica em miniatura do gigantesco sistema de som utilizado pelo Grateful Dead por algum tempo na década de 1970, conhecido como O Muro de Som da banda.

Empregado pela primeira vez em 1974, o equipamento tinha a altura de um prédio de três andares, levava seis horas para ser montado em cada show por 15 roadies e era impulsionado por 28.800 watts.

A réplica criada por Coscia demorou cerca de 200 horas de trabalho e custo dois mil dólares.

E funciona! Embora reproduza apenas uma fração da potência do sistema original: não mais que 800 watts.

A dica é do The Wall Street Journal.